/ Despesas Variáveis e Fixas

12/09/2016 às 00:00

Despesas Variáveis e Fixas

Abordar a redução de despesas dentro das empresas diante de alguma crise, ou para a saúde da empresa é normal. Embora, muitas vezes essas reuniões só sejam feitas quando se encontra em crise ou endividamentos, é um controle estratégico para que sobreviva a competitividade de qualquer empresa.

O melhor jeito possível de mapear e descobrir para onde estão destinadas todas as despesas de sua empresa, é definindo a diferença entre as despesas fixas e variáveis. Sendo assim, cada uma delas irá lhe apontar para diferentes origens, que servirá para o seu caminho de planejamento financeiro.

É muito importante fazer essa distinção de despesas para verificar quais são os resultados e retornos que elas geram.

Despesas variáveis

As despesas variáveis são aquelas que estão diretamente vinculadas ao volume vendido ou produzido pela sua empresa em um determinado período, esse tipo de despesa, geralmente, é essencial para o faturamento do seu negócio. Ou seja, quanto mais você vender, maiores serão essas despesas.

Para gerenciar essas despesas variáveis, o empreendedor pode ter algumas dificuldades no primeiro ano, pois é difícil saber quanto é necessário gastar para atender o volume de vendas do mês. O que é recomendado a se fazer é um planejamento que se baseia no passado e no futuro de sua empresa, e também na concorrência. Saber quais são os períodos de alta produtividade ajudará a entender o quanto precisará ser gasto com estoques para suprir a demanda do mês.

Despesas fixas

Ao contrário das despesas variáveis, as despesas fixas são mais estáveis, e seus valores independem do que foi produzido ou vendido. São todas as contas mensais que o empresário deve pagar, como luz, água, gás, telefone, contador, etc.
Um detalhe importante é saber que, apesar de seus colaboradores serem uma despesa fixa por serem constante todos os meses, se a sua empresa trabalha com a política da comissão, essas despesas entram na categoria como despesas variáveis.

Para gerenciar essas despesas fixas é bem simples, basta o empreendedor possuir uma reserva para custeá-las, permanecendo sempre uma margem de segurança para evitar desconfortos e atrasos em pagamentos.

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinmail